Compartilhe

Na 27ª edição do Choque de Energia a ABRACE alerta para os impactos dos “jabutis” apresentados no parecer da MP 1055/21, que trata de ações de enfrentamento à Crise Hídrica.

O relatório acrescentou uma série de matérias que divergem da proposta inicial da MP. Entre os “jabutis” integrados à redação estão: a prorrogação do subsídio ao carvão; o fim do beneficio tarifário e o aumento da quantidade de energia do Proinfa; a extensão no tempo da reserva de mercado das PCHs e o aumento do preço; e a incorporação do custo de gasodutos das térmicas da MP da Eletrobras nas tarifas de transmissão.

Esse pacote de medidas impacta diretamente a conta dos consumidores de energia e até algumas regiões do país. O nordeste, por exemplo — região com amplo potencial para renováveis — acaba sendo prejudicado.

O projeto em si não enfrenta a crise hídrica. Isso porque as gerações previstas só acontecerão daqui a 5 anos. Precisamos de medidas que encarem esse problema pela raiz, a exemplo do PL 414/21, que traz a modernização para o setor de energia.

Vamos nos movimentar para ajudar o Brasil a ter uma energia competitiva e renovável, sem “jabutis”. Confira o vídeo a seguir e saiba mais sobre o que a ABRACE pensa sobre o tema:

Sobre o Choque de Energia    

A cada duas semanas a ABRACE compartilha o Choque de Energia, uma série de vídeos com o objetivo de expor a opinião da associação acerca das temáticas mais relevantes para o setor de energia e de gás natural. Com apresentação de Paulo Pedrosa, presidente da ABRACE, os vídeos trazem, de forma rápida, o que mais mobiliza ou impacta os grandes consumidores e o setor de energia.     

Confira os vídeos anteriores e acompanhe as novidades no canal oficial da Abrace no Youtube e nas redes sociais. Você também pode participar, enviando a sua contribuição para abrace@abrace.org.br.


Compartilhe